quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

A Libertação Miofascial


>






A Libertação Miofascial é uma técnica especializada de alongamento usada para liberar tensão e realinhar o corpo. A palavra miofascia é derivada da palavra latina "myo", significando músculo, e "fascia", para tecido. Fascia é um tecido conjuntivo denso que se espalha através do corpo em três ramos principais, da cabeça aos dedos. A fascia cerca cada músculo, osso, nervo e órgão do corpo.

Como os tecidos se tornam tensos. Postura ruim, lesões físicas e várias doenças podem desalinhar o corpo e causar uma complexa teia de fascias do corpo a tornarem-se restringidas. Quando fibras musculares estão lesionadas, a fascia que cerca os músculos torna-se curta e tensa. Esta quantidade desigual de pressão sobre a fascia pode vincular a fascia aos tecidos subjacentes que causam aderência e cicatrizes. Ao longo do tempo, estas aderências podem limitar a variedade de movimento dentro de uma articulação e causar dor e dormência através do corpo.

Como liberar a compressão dos tecidos. O alongamento suave utilizado na libertação miofascial pode fragmentar a cicatriz por suavizar, expandir e realinhar a fascia. Liberar as contraturas do tecido restaurará, por fim, o equilíbrio do corpo aliviando a dor e melhorando a circulação sanguínea. A terapia da Libertação Miofascial pode ser benéfica para indivíduos sofrendo de dor nas costas, fibromialgia, ombro congelado, artrites reumáticas, síndrome do túnel do carpo, dores de cabeça e ferimentos de whiplash.

Para o profissional que quer aprender, de uma vez por todas, a lidar com Fascias, saber pra que servem e as  abordagens fisioterapêuticas direcionadas a ela, eu indico que você clique na imagem abaixo. O curso está em promoção e é excelente. Aproveite!



Dicas para Profissionais:
  • Liberação Miofascial - Ventosas + Instrumental+ Manual + Acessórios
  • Curso de Agulhamento a Seco (Dry Needling)
  • Curso - Aprenda a tratar Cervicalgias com Terapia Manual
  • Curso - Aprenda Auriculoterapia
  • Curso - Aprenda Ventosaterapia


  • Comente:

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário